Dica literária: As crônicas de Nárnia

Imagem

Autor: C. S. Lewis

(1949 a 1954)

Volume único: Copilação com as 7 crônicas na integra, com ilustrações do artista original, Pauline Baynes.

Já fazia algum tempo que este livro incrível estava parado na minha estante, mas finalmente comecei a ler e não me arrependi, cada página me transportava para o mundo incrível de Nárnia, com seus animais falantes, gigantes, e  outras criaturas míticas. Trazendo lições que toda criança deve aprender, como: coragem, honra, amizade, lealdade, perdão e honestidade.

De uma forma leve e divertida vamos acompanhando os personagens em suas aventuras por essas terras mágicas e conhecemos de fato o inicio, meio e fim deste país encantado.

Cronologicamente as cronicas seriam divididas assim:

1 – “O sobrinho do mago“: Este conta a história de Polly e Digory, que através de anéis mágicos viajam até o país da Feiticeira branca, que está em ruínas e sem vida, e acabam libertando-a acidentalmente. Depois de muitas confusões eles acabam indo, junto com a feiticeira, para Nárnia, que acaba de ser criada por Aslam. Neste livro também é contato a origem do guarda-roupa que aparece na próxima história.

2 – “O leão a feiticeira e o guarda-roupa“: Foi o primeiro livro publicado por Lewis da série, conta a histórias dos irmãos Pedro, Suzana, Edmundo e Lúcia, que entram em Nárnia pelo guarda-roupa, e o encontram dominado pela feiticeira branca, e junto com Aslam, iniciam uma guerra pela libertação de Nárnia e seu povo, são coroados reis e rainhas, após vários anos, de Nárnia, retornam para seu mundo, onde não havia passado tempo algum.

3 – “O cavalo e seu menino“: Aqui a história ocorre durante o reinado dos irmãos Pevensie, A era de ouro. Narra a história de Bri, um cavalo falante  e Shasta, ambos sequestrados por Calormanos. Eles decidem fugir juntos para Nárnia, durante a fuga conhecem Aravis e Huim, que também estavam em fuga, no caminho acabam descobrindo os planos dos Calormanos de invadirem Nárnia através de Arquelândia, um país vizinho e aliado de Nárnia e fazem de tudo para impedir.

4 – “Príncipe Caspian“: Narra o retorno dos irmãos Pevensie à Nárnia, após passados 1300 anos, enquanto que no nosso mundo apenas tinha passado um. Durante sua ausência muitas coisas aconteceram, Nárnia foi dominada por humanos Telmarinos e as criaturas mágicas estavam vivendo escondidas e subjugadas. Para salvar Nárnia eles ajudam o príncipe Caspian a retomar seu trono de direito e expulsar os telmarinos que não aceitaram as novas condições.

5 – “A viagem do peregrino da alvorada“: Aqui penas Edmundo e Lúcia retornam à Nárnia, junto com seu primo Eustáquio. Juntos de Caspian X (que já era o rei de Nárnia) e do rato Ripchip, eles viajam à bordo do navio Peregrino da Alvorada, pois devem encontrar os sete fidalgos banidos por Miraz (tio de Caspian). Eles enfrentarão diversos perigos e aventuras em inúmeras ilhas, e como sempre, contarão com a ajuda de Aslam.

6 – “A cadeira de prata“: Nesta história penas Eustáquio e sua amiga de escola, Jill,  vão à Nárnia; estando lá, eles devem encontrar o Príncipe Rilian, o filho desaparecido do rei Caspian X (agora, uma pessoa idosa à beira da morte). Com os conselhos de Aslam, Eustáquio e Jill devem percorrer Nárnia em busca de Rilian, e descobrem que ele havia sido sequestrado e hipnotizado pela Feiticeira Verde, que planeja, através do próprio Rilian, tomar Nárnia.

7 – “A ultima batalha“: Depois que a Calormânia, juntamente como seu líder Tash, invadem Nárnia, ocorre uma grande e violenta guerra. Aslam, então, decreta o fim de Nárnia, fazendo as estrelas descerem do céu, o sol se apagar, e inundando todo o resto. Todos os humanos e criaturas boas e fiéis à Aslam, vão para o paraíso conhecido como País de Aslam; lá, todos os “amigos de Nárnia” (os Pevensie, Caspian X, Eustáquio, Jill, Digory, Polly) se encontram, exceto Susana, que havia “esquecido-se” de Nárnia por causa das coisas materialistas.

Todas as histórias são ótimas, mas eu particularmente gostei mais de “O sobrinho do mago” e “O cavalo e seu menino”. Eu já havia assistido as adaptações para o cinema, e fiquei super contente em comprovar a fidelidade da história, principalmente no primeiro “O leão, a feiticeira e o guarda-roupa”.

Bom, de conhecimento do grande publico, das 7 histórias apenas 3 foram adaptadas para o cinema, O leão a feiticeira e o guarda-roupa (2005), Príncipe Caspian (2008) e A viagem do peregrino da alvorada (2010), contudo já houve outras tentativas anteriores, inclusive uma série da BBC (Se souber falar inglês pode assistir aqui), que não tiveram a mesma repercussão que estas:

filmes narnia

Mas para a felicidade geral dos Nárnianos de plantão, existem rumores de que os demais iram ser adaptados também, só nos resta torce para que seja verdade (E que não demore muito para não precisarem trocar os atores, coisa que eu odeio)!!

Nota (03/10/2013): A C.S. Lewis Company e a Mark Gordon Company assinaram essa semana um acordo para desenvolver e produzir em conjunto o filme As Crônicas de Nárnia: A Cadeira de Prata. Fonte: Cinemarcado.

Anúncios

Um comentário sobre “Dica literária: As crônicas de Nárnia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s