Clube dos 27

hoje o tema é triste, a perda de grandes nomes da música que ainda tinham muito o que percorrer em suas carreiras e vidas, visto que eram jovens e talentosos, provavelmente você já ouviu falar na “Maldição dos 27 anos”, eu lembro mais por conta das noticias na época da morte de Amy Winehouse, e em uma de minhas viagens pelo google, para preparar novos post para vocês, acabei “esbarrando” nessa lista e decide trazer para vocês. Eu fiquei bem surpresa com sua extensão, pois a mídia fala mais dos cinco primeiros:

Jimi Hendrix – 27/11/1942  – 18/09/1970 Jimi Hendrix Motivo: O médico que o atendeu inicialmente, disse que o guitarrista se afogou em seu próprio vômito, causado pela overdose de remédios para dormir, ingeridos na noite anterior, junto com vinho tinto. Porém nunca ninguém soube ao certo o que aconteceu naquela noite em Londres.

Janis Joplin – 19/01/1943 – 04/10/1970 Janis Joplin Motivo: Janis morreu de overdose de heroína, em Los Angeles, EUA.

Jim Morrison – 08/12/1943 – 03/07/1971 Jim Morrison Motivo: Oficialmente foi relatado que Jim morreu de ataque do coração, na banheira de seu apartamento, em Paris. Mas há rumores que Jim tenha morrido por consumo de heroína.

Kurt Cobain – 20/02/1967 – 05/04/1994 Kurt Cobain Motivo: Foi encontrado morto em casa, na cidade de Seattle, EUA, com um tiro na cabeça. Oficialmente foi considerado suicídio, mas há boatos de que ele tenha sido assassinado.

Amy Winehouse – 14/09/1983 – 23/07/2011 Amy Winehouse Motivo: Consumo abusivo de álcool após um período de abstinência, Suzanne Greenaway, médica legista disse: “Ela consumiu uma quantidade muito grande de álcool, a concentração era tanta que foi 4,16 g/L de álcool no sangue, e esse alto consumo de álcool resultou em sua morte rápida e inesperada”.

Robert Leroy Johnson – 08/05/1911 – 16/08/1938 Robert Leroy Johnson Motivo: Em 1938 durante uma apresentação no bar “Tree Forks” Johnson bebeu whisky envenenado com estricnina, supostamente preparado pelo dono do bar, o qual estava enciumado por Jonhson ter flertado com sua mulher. Johnson se recuperou do envenenamento, mas contraiu pneumonia e morreu 3 dias depois. Há várias versões populares para sua morte: que haveria morrido envenenado pelo whisky, que haveria morrido de sífilis e que havia sido assassinado com arma de fogo. Seu certificado de óbito cita apenas “No Doctor” (Sem Médico) como causa da morte.

Brian Jones – 28/02/1942 – 03/07/1969 Brian Jones Motivo: Brian, um dos fundadores da banda Rolling Stones, foi encontrado morto na piscina de sua casa, na Inglaterra. Relatório oficial informa que ele morreu por ingestão de álcool e drogas.

Alan Wilson – 04/07/1943 – 03/09/1970 Alan Wilson Motivo: Wilson morreu de overdose de drogas, num aparente suicídio. Sua morte ainda é tema de controvérsia, pois os resultados da autópsia foram inconclusivos e ele não deixou nenhum bilhete.

Chris Bell – 12/01/1951 – 27/12/1978 Chris Bell Motivo: morreu em um acidente de carro.

Leslie Harvey – 1945- 03/05/1972 Leslie Harvey Motivo: Morreu eletrocutado ao tocar no cabo do microfone sem aterramento e com as mãos molhadas.

Ron Mckernan – 08/09/1945 – 08/03/1973 Ron Mckernan Motivo: foi encontrado morto em sua casa em Corte Madera, Califórnia, vítima de hemorragia gastrointestinal.

Peter Ham – 27/04/1947 – 24/04/1975 Peter Ham Motivo: Sua banda Badfinger entra em problemas financeiros com sua gravadora, a situação fica insustentável quando o empresario Stan Polley foge com o dinheiro da banda. É demais para Ham que, sentindo-se culpado por ter colocado seus companheiros e sua família nessa situação, comete suicídio por enforcamento.

Gary Thain – 15/05/1948 – 08/12/1978 Gary Thain Motivo: Viciado em heroína, Thain sofreu um violento choque de seu baixo em setembro de 1975. Dali, nunca mais se recuperou, sendo encontrado morto em sua residência no dia 8 de dezembro do mesmo ano, com 27 anos de idade, pouco depois da sua saída compulsória do grupo.

O que vocês acham Maldição ou Coincidência??

Eu acho que é coincidência, todos tinham uma vida conturbada, regada a drogas e/ou maus hábitos com relação a saúde, por mais lamentável que tenham sido, motivos não faltavam.

Fontes: Gloss, O cultos e sobrenaturais, G1.

Anúncios

Um comentário sobre “Clube dos 27

  1. As músicas compostas por Pete William Ham, quando ele tinha entre 19 e 20 anos (em 1966/67) e descobertas recentemente por seu biógrafo, Dan Matovina, revelam a sensibilidade e a genialidade deste autor fenomenal, um músico sem igual em todos os tempos. Essas canções foram descartadas à época por não constituírem os sucessos exigidos pela indústria fonográfica. E são elas, mais que os seus grandes hits que, igualmente extraordinários, dão o tamanho da criatividade e a impressionante versatilidade deste músico, muito mais interessante que qualquer um dos quatro Beatles, capaz de impressionar qualquer pessoa que gosta de música. Qualquer hora dessas, o Sr Matovina nos brindará com outras canções compostas pelo inesgotável criador aos 21, aos 22 anos. Pete Ham compôs entre quatro e cinco músicas em 1975, ano de sua morte. A impressão que passa é que Pete Ham começou a compor suas canções ainda no ventre de sua mãe. Um músico que, com quatro anos, já ensaiava tocar gaita de boca, deixando seus familiares perplexos pela sua precocidade. Suas criações quase sempre tinham uma história e uma razão para existir. Fez músicas para sua esposa, como Know One Knows it; para suas namoradas, dentre elas, para Dixie, o mega sucesso internacional, Baby Blue (música que apareceu recentemente no seriado Breaking Bad), e a belíssima Catherine Cares, destinada a sua mãe cuja letra revela a preocupação das mães com seus filhos quando saem para as festas, para as ruas. E fez tudo isso com muito talento e criatividade, como tudo que esse mestre da melodia costumava fazer. O incrível Pete Ham sabia que essas canções eram importantes para sua biografia, para sua história e as deixou gravadas, sendo resgatadas e recuperadas pelo seu Biógrafo. Para alegria dos seus milhares de fãs espalhados pelos quatro cantos do planeta. Valeu seu MATOVINA. Você é o cara. Você mostrou ao mundo o gênio musical que foi Pete Ham. Nós, admiradores da obra e da história do genial criador, lhe somos imensamente gratos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s